Marcas de caminhões: no mundo dos pesados, quem é dona de quem?

Algumas montadoras integram grupos empresariais que quase ninguém imagina: conheça de modo corporativo os fabricantes que atuam no Brasil

Por Érico Pimenta 08/01/21 às 10h45
iveco hi way 560 i vermelho de frente
Presente no mercado brasileiro há cerca de 20 anos, a Iveco comercializa, entre outros modelos, o Hi-Way 560 (Iveco | Divulgação)

Entre carros e caminhões, as diferenças são gigantes. Porém, entre as poucas igualdades está a questão dos grupos, ou seja: uma montadora é dona de uma ou mais montadoras e, assim, se forma um grupo, como por exemplo o grupo FCA (Fiat Chrysler Automobiles), que está se unindo com a PSA para criar a Stellantis. Mas, em relação às marcas de caminhões, quem é dona de quem?

VEJA TAMBÉM:

No mercado brasileiro de caminhões, temos à nossa disposição as seguintes marcas: DAF, Foton, Hyundai, Iveco, Mercedes-Benz, MAN, Scania, Volkswagen e Volvo, e são essas que vamos analisar a seguir.

A quem pertencem as marcas de caminhões?

DAF Caminhões

daf xf azul de frente na terra
Novo DAF XF: para 2021, a montadora vai lançar no Brasil o modelo CF, que deve ter como novidade a configuração chassi-rígido

A holandesa DAF chegou no Brasil em 2013 e, hoje, tem sua planta fabril na cidade de Ponta Grossa (PR). Apesar da origem holandesa, a montadora pertence ao grupo americano Paccar que ainda é dona das montadoras americanas Kenworth e Peterbilt.

As três marcas usam o mesmo motor, o Paccar MX, mas, lembrando que nos EUA a prática de escolher o seu motor ainda é comum, então modelos Kenworth e Peterbilt podem ser equipados com motores Cummins, por exemplo.

Foton

foton aumark s branco lateral
Lançado em 2020, o Aumark S foca no segmento de 6 a 15 toneladas

A chinesa Foton ou Beiqi Foton Motor Co., Ltd,  que atua no mercado brasileiro com veículos comerciais leves de 3 a 11 toneladas, é uma subsidiária do grupo estatal BAIC (Beijing Automotive Industry Holding Co.).

Em 2008, a montadora assinou um contrato para a criação de uma joint-venture com a fabricante americana de motores Cummins e, já em janeiro de 2009, assinou mais uma joint-venture com a alemã Daimler AG para o desenvolvimento e produção de caminhões semipesados e pesados, que mais tarde foi batizado de Auman. Com isso, foi criada a Beijing Foton Daimler Automobile Co., Ltd.

Hyundai

No Brasil, a Hyundai oferta apenas dois modelos de caminhão: o HR, um sucesso absoluto na categoria VUC (veículo urbano de carga), e o HD80, este para 8 toneladas de carga e equipado com motor FPT Industrial, que também equipa os modelos da Iveco, sobre os quais vamos falar mais à frente.

A Hyundai é um conglomerado sul-coreano e, dentre das suas marcas, está a Kia, também presente no Brasil, e a Genesis Motor, sua divisão de carros de luxo. Ainda nos Estados Unidos, a Hyundai fabrica implementos rodoviários: a empresa é chamada de Hyundai Translead e chega a fabricar 65 mil implementos por ano.

Iveco

iveco hi way 560 vermelho em movimento
Iveco Hi-Way 560 é um dos modelos mais potentes ofertados no mercado brasileiro

Com mais de 20 anos de mercado e com sua unidade fabril na cidade mineira de Sete Lagoas, a fabricante de caminhões italiana já passou por várias transformações e, apesar de muitos pensarem que ela é da Fiat, ela pertence ao Grupo CNH Industrial, que foi fundado em 2012.

Além da Iveco, o Grupo CNH Industrial ainda é dono das marcas New Holland Agriculture and Construction, Case e Case IH, FPT Industrial (fabricante de motores, antiga Fiat Powertrain Techologies), Magirus, Steyr Tractor (somente na Europa), Iveco Bus, Iveco Defense (setor de construção de veículos militares; o blindado Guarani é fabricado em Sete Lagoas para o exército brasileiro), Heuliez Bus e Astra.

Curiosamente, a Iveco é dona da marca de caminhões International apenas na Austrália; porém, com o fim do modelo pesado ProStar, a Iveco Austrália já anunciou o fim da marca para aquele país e para a Nova Zelândia. A montadora ainda é dona da Acco, fabricante de caminhões vocacionais.

Mercedes-Benz

mercedes benz actros de frente em movimento
Mercedes-Benz Actros MirrorCan é o primeiro caminhão vendido no mundo com câmeras no lugar dos tradicionais retrovisores

A montadora mais antiga de caminhões no Brasil, que marcou na memória de muitos com os clássicos como o Mercedes-Benz 1113, faz parte do grupo Daimler AG.

O Grupo ainda é dono de outras marcas de caminhões, com as quais compartilha muitas tecnologias desenvolvidas pela Mercedes, sendo elas a americana Freightliner e Western Star Trucks, a indiana BharatBenz, a japonesa Mitsubishi Fuso, além de ter ações da russa Kamaz (Kama3), cujos modelos usam a cabine do atual Actros. A Daimler ainda era dona da Sterling Trucks, montadora americana que foi extinta em 2009.

A Daimler também tem no seu leque as marcas Orion Bus Industries e Setra, essas ambas focadas no segmento de ônibus além da fabricante de motores norte-americana Detroit.

MAN, Scania e Volkswagen

linha de caminhoes traton group
Scania série S, Volkswagen Constellation e o novo MAN TGX: modelos de três das quatro marcas de caminhões do grupo

O Grupo Traton foi anunciado em 2018, tendo apenas 3 anos de mercado. Porém, ela é a união de duas montadoras que já eram controlada pela Volkswagen, sendo elas a alemã MAN e a sueca Scania. A Traton ainda finalizou em 2020 a compra da Navistar, grupo que é dono da marca de caminhões International, a mesma que a Iveco é dona apenas na Austrália.

Além de controlar as marcas Volkswagen Caminhões e Ônibus, Man e Scania, a Traton ainda tem uma empresa de tecnologia chamada RIO, no qual fornece serviços de conectividade e telemetria para os caminhões da Volkswagen e MAN no Brasil e demais mercados.

Ainda vale lembrar, por curiosidade, que a MAN Trucks comprou a operação da Volkswagen Caminhões e Ônibus no Brasil por € 1,2 bilhão.

Dentro das marcas do grupo, a MAN tem 25%+1 de participação da chinesa Sinotruk (essa do grupo CNHTC) onde em uma joint-venture foi criado a Sitrak, caminhão destinado ao mercado chinês que usa como base o modelo TGX da MAN.

Já a Volkswagen Truck and Bus e a Hino Motors anunciaram em 2018 uma ampla parceria estratégica para atividades que incluem compras, tecnologias e logística. Em novembro de 2019, eles estabeleceram uma joint venture de aquisição chamada Hino and Traton Global Procurement, com 51% de propriedade da Traton e 49% da Hino.

Volvo Caminhões

volvo fh 540 de frente em movimento
Volvo FH 540, o campeão de vendas de 2020, com 5.800 unidades emplacadas

A Volvo Caminhões pertence à Volvo Group, que ainda controla os demais segmentos da empresa, como o setor de ônibus, a Volvo Bus, que tem forte atuação na América Latina. A Volvo CE está focada em equipamentos para construção e mineração, como tratores. Por fim, há a Volvo Penta, essa que desenvolve motores para barcos e motores para uso industrial como geradores de energia entre outros.

Já a Volvo Cars, foi vendida pela Volvo Group em 1999 para a Ford. Em 2010, a Ford vendeu a Volvo Cars para a chinesa Zhejang Geely Holdin Group.

Em 2017, a Geely comprou 8,2% da Volvo Trucks.  O Volvo Group ainda é dono das marcas:

  • Renault Trucks: fabricante de caminhões francês.
  • Mack Trucks: fabricante de caminhões americana que já era dona da Renault Trucks quando foi comprada pela Volvo.
  • UD Trucks: fabricante de caminhões japonesa.
  • Prevost : fabricante de ônibus e motorhome nos EUA.
  • Nova Bus: fabricante de ônibus urbano nos EUA e Canadá.
  • Dongfeng Trucks: fabricante de caminhões chinesa.
  • Arrow Trucks: concessionária multimarcas na Alemanha.
  • Terex Trucks: Fabricante de caminhões especiais destinado a mineração e canteiro de obras.
  • SDLG: fabricante de tratores destinado para construção e mineração, a marca tem operações no Brasil.
  • Eicher Trucks: Fabricante de caminhões e ônibus da índia.

Menção honrosa: Agrale (única 100% brasileira entre as marcas de caminhões)

agrale a7500 vermelho de frente
Agrale modelo A7500 tem Peso Bruto Total (PBT) de 7,5 toneladas

A Agrale é a única fabricante de utilitários, tratores, chassis, caminhões e, por fim, motores 100% brasileira. A empresa oferta os caminhões da Linha A e Linha S, sendo esses com PBT de 7,5 a 22 toneladas.

A Agrale é uma empresa privada, mas que faz parte do grupo Francisco Stédile que conta com as seguintes marcas: Lintec, fabricante de motores e acoplados; Agritech Lavrale, especializada em material agropecuário, como tratores e implementos agrícolas; e, por fim, a Fazenda Três Rios, produtora de milho, soja e trigo.

Fotos: Divulgação

SOBRE
11 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Ruan 19 de abril de 2021

O caminhão tope e a Iveco
E aescanha.

Avatar
Aldo Vanio Teixeira 13 de março de 2021

Na verdade,torcemos o nariz para marcas chinesas, mas no fundo eles são donos de quase tudo.

Avatar
Bento 13 de fevereiro de 2021

O grupo CNH surgiu da fusão da Fiat Industrial com a CNH Global e a família Agnelli são seus maiores acionistas, ou seja, a Iveco continua pertencendo a Fiat.

Avatar
Gilson Soares Alvarenga 6 de fevereiro de 2021

Muito legal. Conhecimento nunca é demais. Parabéns pela matéria.

Avatar
WALTER MARTINES 11 de janeiro de 2021

Parabéns pela matéria.

Avatar
Marcos 10 de janeiro de 2021

Vale ressaltar que Francisco stedile é dono da marca mais famosa de lonas de freio do Brasil, Frase le/ lonaflex, além da Control freios, e grupo Randon.

Avatar
Wagner Dias 11 de janeiro de 2021

Olá, Marcos! Tudo bem?

A Randon adquiriu a Fras-le em 1996. Atualmente, as Empresas Randon são constituídas pelas empresas Randon Implementos, Randon Consórcios, Banco Randon, Suspensys, Castertech, Master, JOST, Fras-le e todas as suas marcas e empresas controladas. Mais detalhes no site: https://www.randon.com.br/pt/negocios

Avatar
Antonio Eustaquio 8 de janeiro de 2021

Parabéns pelo artigo!

Avatar
Samarone 8 de janeiro de 2021

Matéria muito acima da média do site, parabéns!!!

Avatar
Paulo Rubem Prestes 8 de janeiro de 2021

Chegou antes Lioon, essa foi de matar, não é mesmo?

Avatar
Lioon 8 de janeiro de 2021

“Ambas as três”??? que zorra é esta, professor?

Avatar
Deixe um comentário