Novo motor Fiat 1.3 T270 ‘quebra recordes’ do Marea Turbo

Novo motor rende 185 cv de potência com etanol, 180 cv com gasolina e 27,5 kgfm de torque com ambos; antigo modelo desenvolvia 182 cv e 27 kgfm

motor turbo fiat toro endurance
Novo motor turbo pode equipar as versões Endurance, Freedom e Volcano da Toro (foto: Fiat | Divulgação)
Por Alexandre Carneiro
11 de maio de 2021 16:00

Com a chegada da picape Toro 2022, a Fiat bateu uma espécie de “recorde” interno: desde o Marea Turbo, que saiu de linha há cerca de 15 anos, a fabricante não oferecia um motor com números tão elevados de potência e torque no Brasil.

Enquanto o novo propulsor batizado de T270 desenvolve 185 cv com etanol, 180 cv com gasolina e 27,5 kgfm com ambos os combustíveis, o fivetech do antigo esportivo rendia 182 cv e 27 kgfm, sempre com o derivado do petróleo.

Os números de ambos, portanto, são muito semelhantes. Contudo, o que mais impressiona em comparação ao motor 2.0 do Marea é que o novo 1.3 T270 entrega performance semelhante com 65% da capacidade cúbica e com um cilindro a menos: é que ele tem quatro pistões, ante cinco do antigo Fivetech.

VEJA TAMBÉM:

Outra diferença é que, no motor mais novo, a potência e, principalmente, o torque do T270 estão disponíveis em rotações mais baixas. Os 185 cv com etanol ou 175 cv com gasolina surgem a 5.750 rpm, enquanto os 27,5 kgfm estão totalmente à disposição a 1.750 rpm.

Já o Fiat Marea Turbo (que, vale lembrar, era o carro nacional mais potente na virada do século) entregava seus 182 cv a 6.000 rpm, e os 27 kgfm, a 2.750 rpm.

Novo motor turbo dá mais eficiência à picape Fiat

Ricardo Dilser, assessor técnico do Grupo Stellantis, explica que a maior eficiência energética do motor T270 é mais do que natural, uma vez que um período de aproximadamente 20 anos o separa, em, termos de projeto, do Fivetech Turbo do antigo Marea.

“Há muito mais engenharia do ponto de vista da queima de combustível no motor mais novo. Os recursos eletrônicos modernos, que incluem injeção direta, permitem controlar bem melhor essa queima”, pontua Dilser.

Ele explica que tais características e até o próprio projeto da câmara de combustão possibilitam o emprego de um turbocompressor maior pressão, com picos de até 1,8 bar. No motor do Marea Turbo, o valor máximo era de 1,2 bar.

Outra questão levantada pelo assessor técnico é que, além de exibir números semelhantes de potência e torque, o novo motor gasta menos combustível que o Fivetech Turbo.

“O consumo específico do T270 é muito menor”, assegura Dilser. Isso porque, com menor capacidade cúbica e um cilindro a menos, ele sofre bem menos atrito interno. O próprio peso do novo propulsor também é bem inferior.

Marea Turbo ‘andava’ mais!

Curiosamente, em relação ao desempenho propriamente dito, o Fiat Marea Turbo leva vantagem em relação à Toro turboflex. De acordo com números divulgados pelo próprio fabricante, o antigo sedã acelerava de 0 a 100 km/h em apenas 7,4 s e atingia a velocidade máxima de 227 km/h. Por sua vez, a picape cumpre as mesmas provas em 10,7 s e a 201,5 km/h, respectivamente.

Essas diferenças a favor do modelo mais antigo devem-se, entretanto, não ao motor, e sim às características de projeto dos veículos. Afinal, a Toro tem porte bem maior, o que resulta num peso de 1.658 kg. São nada menos que 348 kg a mais que o Marea Turbo, que ainda se beneficiava de uma área frontal menor, capaz de proporcionar melhor efeito aerodinâmico.

fiat marea sedan weekend turbo
Mais leve e aerodinâmico, Marea Turbo entregava melhor desempenho que a Toro T-270 (foto: Fiat | Divulgação)

Menor peso e maior aerodinâmica também tendem a otimizar o consumo de combustível. Nesse quesito, porém, é impossível comparar a Fiat Toro ao Marea Turbo: é que, na época em que o sedã era fabricado, ainda não existia o Programa de Etiquetagem Veicular (PBE) do Inmetro. Consequentemente, não existia uma metodologia específica para aferir e divulgar o consumo de veículos.

Vale lembrar que esses produtos têm propostas completamente distintas: o Marea Turbo era um esportivo, com foco em desempenho; já a Toro é uma caminhonete desenvolvida para transporte de 750 kg carga. O caso é que, quando equipada com o novo motor T270, a picape obteve índices de consumo semelhantes aos das versões movidas pelo velho 1.8 E.torQ. Ainda assim, os números asseguraram nota A no PBE.

Outros recordistas de potência e torque

Curiosamente, o T270 e o Fivetech Turbo não são os recordistas da Fiat em potência e torque no Brasil. O 2.4 Tigershark de origem Chrysler, que equipou a Toro até o ano passado, desenvolvia 186 cv de potência com etanol; com gasolina, ele rendia 174 cv. Todavia, em torque, esse motor ficava bem para trás e entregava “apenas” 24,9 kgfm com o combustível vegetal e 23,5 kgfm com o derivado do petróleo.

Há também o 2.0 turbodiesel que ainda compõe a gama da Toro. Ele tem origem Fiat e gera uma potência ligeiramente inferior, de 170 cv. Porém, leva ampla vantagem em torque, com 35,7 kgfm.

Mas trata-se de um caso à parte, uma vez que motores a diesel, que têm a maior oferta de força como característica típica, são restritos, pela legislação brasileira, a utilitários com tração 4×4 e a picapes com capacidade de carga de ao menos 1 tonelada.

Por sua vez, o T270 não tem esse tipo de restrição e pode vir a equipar qualquer veículo do fabricante. Fica a torcida do AutoPapo para que, futuramente, ele equipe carros de passeio, e não apenas SUVs e picapes: em modelos mais leves e aerodinâmicos, ele deve mostrar maiores desempenho e economia de combustível.

Motor 1.0 turbo ou 1.6 aspirado: qual é a melhor escolha? Boris Feldman explica em vídeo!

39 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
BRUNO 28 de maio de 2021

Pena que a matéria puxou o lado apelativo e não conta que o motor do Marea Turbo originalmente surgiu com 223cv e 32kg de torque alguns anos antes mesmo do Marea vindo no Fiat Coupê Limited Edition e foi amansado para ser usado no Marea que é um carro com proposta familiar, ao contrário do Coupê que é um carro mais arrojado, a “Ferrarinha” da Fiat. Então todos os números de desempenho do Marea ainda foram obtidos com o motor capado, tendo 41cv de potência a menos e 5kgfm a menos de torque em relação a versão original do fantástico e poderoso Fivetech. Isso pq o Fivetech não tinha auxílio de injeção direta, turbininhas de rolamentos feitas de material ultraleve cheias de maquiagens e penduricalhos e a parte interna e engenharia estrutural do motor cheia de novas tecnologias vamos falar mas vamos falar a real… Um Fivetech com tudo que vem nesse GSET270 teria fácil hj algo perto de 350cv e 50kgfm de fabrica.

Avatar
Alexsander 23 de maio de 2021

A Fiat não podia desistir dele assim tão fácil, poderiam lançar outros motores até acertarem pois o carro era muito bom o único é letal problema era o motor que lastima

Avatar
Alexsander 23 de maio de 2021

Eu sou apaixonado pelo MAREA, será que esse motor novo poderia ser adaptado nele?

Avatar
Fernando Grigorian 18 de maio de 2021

PI – CA – RE – TA – GEM

Avatar
Benedito osvaldo Junior 17 de maio de 2021

marea noa tive mas tive um tipo e depous um tempra , sempre mantive com manutençao em dia nunca tive problemaa usava pra viajar a trabalho ,rodava 5 mi km por mes anbos comprei usados com 3 anos de uso nunca me deixaram na estrada, pelo contrario andavan muito e um conforto que ate hoje esas carroças como gol uno mobi e outras porcarias vendidas a preço de ouro nao tem, mas como brasileiro è trouxa , aqui quanto menos opcionais e menos potencia è asim que os trouxas gostam.

Avatar
Vitor ! 13 de maio de 2021

Imagina em um Moby….

Avatar
Jeferson Martins dos Santos 13 de maio de 2021

Comparando, motor 1.3 no etanol tem mais torque, correto, então deixar o fivetetch no álcool, vai ter mais CV Tbm mas na gasolina ainda não bate o fivetetch, me desculpa essa comparação q vcs fizeram sem lógica, então eu fiz a minha em motor nacional para bater o fivetetch aí vai levar anos.

Avatar
Allan 18 de maio de 2021

Mas tem que considerar o torque. Torque muda tudo.

Avatar
Waggiebh 13 de maio de 2021

Torcendo para ver esse motor no Argo. Será o bengador de UP tsi.

Avatar
Ingo Hoffmann 13 de maio de 2021

Satisfação meus queridos amigos do Autopapo, sempre um prazer ler as matérias e opiniões de vocês! Grande abraço Bóris.

Avatar
Gabriel Lenon Antunes Da Silva 13 de maio de 2021

Meus amigos linda matéria,mas picape pro terreno brasileiro e Fronteir, Ranger, Capotalux e Amaroca!!!

Avatar
Wanderson moraes 13 de maio de 2021

O Marea vinha com a potência limitada por causa de impostos. O Marea turbo na Europa tinha 220cv.

Avatar
Robson Molina 13 de maio de 2021

Sem contar que aguenta preparações absurdas, será que o novo aguentaria sendo um motor menor e provável mais fragil? Hehe.

Avatar
Octávio Nepomuceno 13 de maio de 2021

O Marea é um excelente carro, só quem não teve um critica. Já tive 2 Mareas, zero de manutenção, só troquei pq peguei o Linea na época.

Avatar
Sergio 13 de maio de 2021

Concordo plenamente eu tb tive um peguei zero fiquei com ele durante 11 anos e só fiz as revisões recomendadas nunca tive problemas excelente veículo fala mal quem não segue o manual

Avatar
Sergio 13 de maio de 2021

Tive uma marea weekend comprei zero fiz todas as revisões recomendadas e durante 11 anos nunca apresentou problemas rodei 180mil km. Estranho que nenhuma lâmpada queimou durante estes anos vendi e comprei uma Amarok tb sem problemas.

Avatar
Antonio Rodrigues de Souza Junior 13 de maio de 2021

Ctz Brothers so cretica aquele q nao teve, e um Excelente carro.

Avatar
Cotonete do Cefete 12 de maio de 2021

As palavras FIAT, MAREA, QUEBRA E TURBO, numa única frase, deveriam ser tratadas como pleonasmo do pleonasmo. Se o FBI vê essa publicação vão achar que a faixa de Gasa fica em Betin

Avatar
João 12 de maio de 2021

Ja vi dono de Marra chorando de tando ódio do carro.
Comprou o carro zero km, e so ficava no guincho.
Qualquer coisa comparado ao Marea, vai ser difícil engolir.
Além do mais, ja passou da hora de vir com tudo, os carros elétricos.
As petroleiras não deixam ???
Será isso ??

Avatar
alecs 12 de maio de 2021

acho que deveriam promover a volta de um sedã médio-grande para apavorar a moçada de novo!!!

Avatar
Sir.Alves 12 de maio de 2021

Concordo, a Fiat poderia trazer o fiat tipo sedan argentino 2021 e rebatizar de Tempra por aqui e equipar com este novo 1.3T, teria seus adeptos com certeza… nem todos gostam destes trecos altinhos de shopping que não andam nada na estrada…

Avatar
Douglas 12 de maio de 2021

Só colocar o motor 1.3 T 270 no marra e deixar o bicho andar bonito…..

Avatar
André Luis Basso zanuto 12 de maio de 2021

Se quebrou Record do Marea já vai sair quebrado

Avatar
Kauan 12 de maio de 2021

So nao pode ser outra bomba igual o marea kkkkk

Avatar
Renato 14 de maio de 2021

Bomba não o problema é brasileiro comprar carro por status e não ter grana para fazer a manutenção devida então tudo que usar sem a devida manutenção um dia quebra mas o Marea era um bom carro só a manutenção era cara e demorada

Avatar
Paulo Sérgio Aquino Ferreira 12 de maio de 2021

Primeiramente gostaria de dizer que sou um grande fã do AutoPapo e parabenizo a todos os envolvidos que fazem deste canal um grande sucesso.
Acredito que o autor do texto se equivocou ao citar que o novo 1.3 T270 entrega performance semelhante com capacidade cúbica 65% menor do que o motor 2.0 do Marea. Na verdade o novo motor 1.3 apresenta 65% da capacidade cúbica do motor 2.0 em comparação, sendo assim, é 35% menor.

AutoPapo
AutoPapo 12 de maio de 2021

Olá, Paulo Sérgio.

Muito obrigado pelos elogios e por nos prestigiar. Você tem razão e a matéria foi corrigida.

Abraço

Avatar
Renato dos Santos Borges 12 de maio de 2021

Há uma tendência atual de anabolizar motores anêmicos e alardear ilusórias vantagens; o que não é vdd. Vejam só os n° de consumo, durabilidade e manutenção… Seu bolso vai agradecer se ficar na arquibancada vendo o circo incendiar!!!

Avatar
Rogerio dos santos pereira 13 de maio de 2021

O melhor comentario que eu li até aqui .

Avatar
Adelson Alves 12 de maio de 2021

Será que vai quebrar os recordes de quebra do Marea também????

Avatar
Jucelino 12 de maio de 2021

Não adianta ter um motor bacana mas não ter carro pra colocar.

Avatar
Gabriel alves 11 de maio de 2021

E até piada o que a Fiat está fazendo com esse carrinho com apelo offroad que não tem nada, agora está até comparando a um sedã!? Claramente dá pra ver que ela está perdida… E outra motor pequeno com turbo grande!? Fala sério, vai quebrar!!!! Fiat cagando x cagando nesse carro fala sério.

Avatar
André 12 de maio de 2021

Deve ser dono de Ônix

Avatar
Gabriel 11 de maio de 2021

Velocidade max do Marea é 227 km ???? Já cansei de vez Mareaturbo original fechar o velocímetro com 260km ué hahahah

Avatar
Jhony 11 de maio de 2021

E o custo de mantenção até os 300 mil km?lembra do q pelo preço dos carros aqui no Brasil eles devem durar uns 50 anos……e os carros turbos em média custam uns 15 a 20 mil k a mais…..

Avatar
Fernando B 11 de maio de 2021

Enquanto eu lia o texto, mais uns 3 Marea com certeza quebravam pelo país

Avatar
JOSE CARLOS SAMPAIO DIAS 13 de maio de 2021

Rapaz pode comprar por quê é bom demais! Olha o tamanho do Brasil, e quebrou só três enquanto você leu o texto? Kkk

Avatar
Tiago 11 de maio de 2021

Marea: alguém disse quebrar?

Avatar
Pregado 12 de maio de 2021

Daqui 3 a 4 anos sai de linha tambem e desvaloriza fortemente como, tempra, tipo, marea, stilo, linea.

Avatar
Deixe um comentário