Parte o jornalista José Luiz Vieira, criador da Motor 3

Aos 88 anos de idade, o também engenheiro automobilístico foi vítima de uma parada cardiorrespiratória; confira um pouco de sua trajetória

Por AutoPapo 26/05/20 às 13h07

O jornalismo automobilístico perdeu mais um de seus ícones no último dia 19. José Luiz Vieira, que assinava as iniciais “JLV” em grande veículos de comunicação especializados, como Auto Esporte e a revista Motor 3, criada por ele, foi vítima de uma parada cardiorrespiratória.

Aos 88 anos, o engenheiro, que se formou nos Estados Unidos na década de 50, partiu de sua casa, em Grana Viana, Cotia.

LEIA MAIS

Seu primeiro emprego como jornalista foi na Revista de Automóveis, do Rio de Janeiro. Depois, fez nascer a Status Motor e criou a Motor 3 – publicada de 1980 a 1987 e reconhecida pelo conteúdo diferenciado.

Nos últimos anos de carreira, JLV publicava sua coluna na maioria das mais importantes publicações do setor no Brasil. No meio tempo, escreveu diversos livros sobre automóveis e escreveu para a Auto Esporte. Os textos refletiam aquilo que José Luiz Vieira pensava: carro é assunto sério – e alegre.

jornalista e engenheiro automobilistiso jose luiz vieira foto portal dos jornalistas 2
José Luiz Vieira deixa mulher, filho e dois netos

De acordo com o jornalista Marco Antônio Oliveira, os frutos de JLV tratavam os veículos como um tema amplo, sociológico, filosófico, não apenas como máquinas.

“JLV era algo raro, um engenheiro de verdade com uma grande afinidade com a escrita e com suas emoções. Ler JLV era entrar em suas ideias, seus amores automobilísticos, sua vida particular até, muitas vezes”, concluiu o profissional e fã.

Foto Arquivo Pessoal | Reprodução

3 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
  • Avatar
    Manuel Vasconcelos 27 de maio de 2020

    Meus pêsames à Família .Ele escrevia muito bem . Conseguia como poucos transmitir o conhecimento como engenheiro e escritor ao descrever sobre os carros que dirigiu . Era muito bom . Uma pena .

  • Avatar
    Flávio 26 de maio de 2020

    Meus sentimentos à família. Que ele seja bem recebido em seu retorno à Pátria Espiritual.
    JLV foi um dos grandes influenciadores em minha vida automobilística, ainda tenho todos os exemplares da Motor3 e um exemplar da Status Motor. Seus escritos nos transportavam para dentro das emoções que ele sentia ao falar ou escrever sobre carros.

  • Avatar
    Power 26 de maio de 2020

    Na época comprei TODOS os exemplares de Motor3.
    Lia e relia suas reportagens e opiniões.
    Como esquecer do Chepala ou do Koysestranha?
    Descanse em paz JLV.

Avatar
Deixe um comentário