Por que tantas marcas de carro estão mudando o logotipo?

Quatro estratégias ajudam a explicar a razão de sete montadoras terem renovado seus emblemas em menos de um ano

logos renault peugeot bmw nissan
Não é coincidência quando várias marcas fazem alterações radicais ao mesmo tempo (Foto: Divulgação)
Por Zeca Chaves
12 de março de 2021 14:12

O logotipo da Coca-Cola é quase o mesmo desde 1887, a General Electric (GE) mantém o seu há mais de um século e o símbolo da IBM já passou dos 50 anos. Se o logotipo de uma empresa é tão importante e duradouro, por que estamos assistindo a uma onda de fabricantes de automóveis alterando seus emblemas ao mesmo tempo?

Em menos de um ano, sete montadoras fizeram essa modificação: BMW, Fiat, Nissan, Kia, GM, Peugeot e Renault. O curioso é que estas quatro últimas divulgaram suas reestilizações apenas nos primeiros três meses de 2021.

Um movimento tão coordenado, no entanto, está longe de ser coincidência. Há quatro estratégias que, combinadas entre si, ajudam a explicar essa tendência de renovação visual simultânea.

VEJA TAMBÉM:

1. Mudança no seu posicionamento ou do mercado

O logotipo é quase um documento de identidade visual de uma companhia, um RG corporativo pelo qual o consumidor reconhece uma marca assim que põe os olhos nele. Então vamos pensar: por que uma pessoa muda sua carteira de identidade por vontade própria? Porque ela já não se reconhece mais como o mesmo indivíduo que era antes – ou quer que os outros a vejam assim.

Pois é a mesma coisa com as empresas. Neste momento, todos os fabricantes de automóveis estão passando por uma transformação nos seus produtos – de carro a combustão para o elétrico – e no seu modelo de negócio – da venda de veículos para o fornecimento de soluções de mobilidade, como aluguel ou uso dos dados gerados.

Portanto, todas as montadoras abraçaram essa renovação visual porque realmente estão mudando sua mentalidade dentro da indústria ou porque querem que o público tenha essa percepção. Porém isso é apenas o principal motivo, não o único.

logos gm nissan
GM e Nissan assumem abertamente a inspiração nos veículos elétricos

2. Adesão à eletrificação

Depois da mudança decidida, o próximo passo é escolher que direção o novo logotipo vai seguir. E é claro que no momento atual a maioria optou por deixar evidente que está abraçando a eletrificação de corpo e alma, que está olhando para o futuro e abrindo mão de padrões do passado.

É o caso da GM, que fez uma das reestilizações mais profundas. Segundo a empresa, a letra M sublinhada representa visualmente sua plataforma Ultium para veículos elétricos e o espaço em volta lembra a forma de um plugue elétrico.

Nessa categoria também entra o logo da Nissan. Apresentado em julho de 2020, foi projetado para ser iluminado nos próximos veículos elétricos. Assim, ele precisava ser nítido quando aceso na grade do carro e funcional quando exibido no papel ou em plataformas digitais.

3. Clareza e uso em celulares

Por falar em plataforma digitais, algumas marcas fizeram questão de que seus emblemas funcionassem visualmente tão bem nos carros quanto nas diminutas telas de celular. Por isso que estamos vendo uma safra de logotipos apostando em simplicidade e clareza.

logos bmw vw fiat
BMW, Volkswagen e Fiat apostaram na simplicidade dos emblemas

Às vezes, são tão simples que desagradam uma parte dos fãs mais tradicionais da marca, como ocorreu com a Volkswagen. Mas essa simplicidade deu trabalho: consumiu o esforço de 19 equipes internas e 17 agências externas por nove meses.

Primeiro, adotou a cor azul, típico artifício (que a GM também usou) para se conectar à ideia de meio ambiente, digital e elétrico. Depois, as letras VW perderam o aspecto tridimensional e o efeito cromado, para funcionar desde num enorme outdoor na rua até numa tela muito pequena e pouco iluminada, como num relógio do tipo smartwatch.

Esse também foi o caminho adotado pela BMW, que fez em março de 2020 a maior alteração dos mais de 100 anos de história do seu emblema, e pela Fiat, que mudou o seu em julho do ano passado.

4. Retorno à tradição e caminho alternativo

Quando todos seus concorrentes estão indo na mesma linha de comunicação, talvez seja melhor ir para outro lado, justamente para criar uma diferenciação mercadológica.

Em vez de escancarar com obviedade a aclamação aos carros elétricos nos seus emblemas, duas francesas preferiram se conectar aos valores históricos da sua tradição. É o exemplo da Peugeot, que trocou o leão de corpo inteiro pela cabeça do felino, muito parecido com o símbolo que ela utilizava em 1960.

A Renault fez o mesmo ao substituir o tradicional losango tridimensional por um estilo minimalista, bem semelhante ao que adotou nos anos 1970.

logos peugeot renault kia

Já a coreana Kia escolheu um grafismo que parece uma assinatura manuscrita. Segundo a marca, “a linha rítmica e contínua do logotipo transmite o compromisso da Kia em trazer momentos de inspiração”. Seria uma maneira de representar o avanço contínuo da empresa para se tornar “ícone de mudança e inovação”.

Como sempre, o discurso corporativo é envolvente e inspirador, mas no final o que interessa é como o público vai reagir a esses desenhos que deveriam não só simbolizar o que a empresa pretende ser no futuro, mas também traduzir o legado conquistado ao longo das décadas.

Pelo que vimos até agora, alguns desses fabricantes fazem questão de esquecer seu passado. Bem diferente do que Coca-Cola, GE e IBM, por exemplo. E quais delas estão certas? Bem, isso só o tempo dirá.

SOBRE
6 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Talison Motta Ramos 15 de março de 2021

A da Kia ficou muito bonita no carro elétrico, apesar de na tela do computador não ter chamado atenção. O logo da Peugeot ficou muito impactante também. Os demais, só vendo na prática para julgar, pois o da Kia teria sido um que eu não teria gostado, caso não o tivesse visto no modelo elétrico novo.

Avatar
José Arnaldo da Cruz 14 de março de 2021

Matéria muito interessante e muito bem escrita. Eu admiro quem hoje em dia ainda tem a habilidade de cativar o público com textos claros e bem escritos. Parabéns!

Avatar
Gleydson Dias 13 de março de 2021

a VW fez uma tão simples, mas tão simples que parece que foi criada quando a marca foi fundada…..totalmente sem algo chamativo

Avatar
Ary Dantas 13 de março de 2021

A tradicional indústria automobilística, achava que ainda ditava as regras, só que perceberam muito tarde, que a música mudou de tom. Correr atrás do prejuízo agora, com mudança de logo, acho que não vai trazer modernidade e conquistar o consumidor rápido assim. A Tesla mudou o modelo desse mercado. Se eles não seguirem, vão ser engolidos. Eu vejo o Tesla como o iphone dos carros, todo mundo quer ter.

Avatar
Anderson 16 de março de 2021

Quero ver um tesla no meio rural, carregado com com um galão de 200 litros de oleo.
Quero ver um Tesla aguentar o barro do nosso meio.
Imagine no centro oeste (Q chamam de nortão) q sinal de tv tem, essas parafernálias funcionando, ou se negando a funcionar pq não tem sinal.
Quero ver poeira encomodando, pois nas máquinas agrícolas praticamente a cada 2 ou 3 dias tem passar limpa contatos elétricos.

Avatar
Nei Kurtz 12 de março de 2021

Top demais

Avatar
Deixe um comentário