Primeiro papamóvel da Mercedes-Benz entrou em ação há exatos 40 anos

Classe G 1980 adaptado para transportar o papa João Paulo II é peça importante na história da fabricante alemã

Por AutoPapo 15/07/20 às 19h40

Papamóvel é um termo que se aplica a qualquer veículo adaptado para que pontífices possam participar de desfiles. Embora tenham existido exemplares de diversos fabricantes, a Mercedes-Benz é uma das mais ligadas a esse tipo de veículo. E o primeiro do gênero feito pela marca germânica, baseado no modelo Classe G, está fazendo 40 anos!

VEJA TAMBÉM:

O veículo foi construído especialmente para uma visita de João Paulo II à Alemanha, em novembro de 1980. O Mercedes-Benz 230 G, pintado em branco com detalhes dourados, recebeu um banco elevado em 40 cm na parte traseira. Essa estrutura permitia que o líder católico ficasse visível para as multidões tanto sentado quanto em pé.

A Mercedes-Benz ainda instalou iluminação direta e indireta no interior do papamóvel, para permitir que o pontífice fosse visto também à noite. Por fim, não poderia faltar um potente ar condicionado, para evitar que o habitáculo, quase todo de vidro, se transformasse em estufa: de quebra, o aparelho evitava embaçamento sob chuva.

Inicialmente, a cúpula do veículo não era blindada e podia até ser removida. Porém, depois da tentativa de assassinato de João Paulo II em 1981, o Classe G papamóvel foi equipado com vidros à prova de balas. O modelo recebeu novas atualizações em 1983 e em 1985, sempre no intuito de aumentar a segurança a bordo.

No mais, as especificações técnicas do Classe G papal seguiam o projeto original. O veículo tem 4,392 m de comprimento, 1.950 m de largura e 2,85 m de distância entre eixos. A altura, porém, aumentou para 2,8 m. Já o motor é um 2.0 de quatro cilindros a gasolina, capaz de desenvolver 103 cv de potência, associado a uma transmissão automática.

Papamóvel faz parte da história da Mercedes-Benz com o Vaticano

O veículo serviu ao Vaticano em várias outras ocasiões e em diferentes países. Desde então, o fabricante já desenvolveu outras unidades do papamóvel, baseados em modelos mais novos. Contudo, o Classe G 1980 entrou para a história justamente por ter sido o primeiro do gênero feito pela a marca alemã; tanto que, atualmente, ele será exposto até setembro em uma mostra especial do museu da Mercedes-Benz em Stuttgart.

De acordo com a Mercedes-Benz, seus produtos são usados pelo Vaticano há quase um século. O primeiro veículo da marca associado à cúpula da igreja católica é uma limusine Nürburg 460 1930: nessa época, o pontífice era Pio XI. Porém, a empresa destaca que os mais lembrados pelo público geral são os do tipo papamóvel, o que explica a importância do pioneiro Classe G 1980.

limusine mercedes papa 1930
Mercedes-Benz Nürburg 460 1930 foi o primeiro carro da marca utilizado pelo Vaticano

Fotos: Mercedes-Benz | Divulgação

0 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Deixe um comentário