Ram 1500: principais virtudes e defeitos da picape V8

Picapona, importada dos Estados Unicos, tem atributos para agradar entusiastas e agroboys, mas cobra caro por isso

ram 1500 rebel 83
A Ram 1500 é uma alternativa aos SUV de luxo (Foto: Ram | Divulgação)
Por Fernando Miragaya
30 de setembro de 2021 15:54
Especial para o AutoPapo

O segmento de picapes escapou ilesos do avanço predatório dos SUVs. Trata-se de um mercado ao mesmo tempo para um público específico, só que com portfólio bastante eclético. A ponto de o mesmo grupo, a Stellantis, que vende a pequena Fiat Strada, também disponibilizar a grandona Ram 1500.

Importada dos Estados Unidos, ela nem é a maior picape da marca do carneiro montanhês – outrora uma divisão de comerciais leves da Dodge. Tem ainda a 2500, maior e trazida do México, mas é a 1500 o modelo que mais se aproxima do que chamamos de picapes médias no Brasil.

VEJA TAMBÉM:

Mesmo assim, está a muitos centímetros e cifras de distância da categoria disputada por Toyota Hilux, Chevrolet S10 e cia. Justamente por isso, a Ram 1500 está em um patamar diferente, celebrada por picapeiros que curtem robustez, desempenho e design. Confira 10 fatos sobre ela.

Desempenho

Para mover as mais de 2,6 toneladas e os quase 6 metros de comprimento, a Ram 1500 recorre a um “vê oitão” a gasolina quase raiz. “Quase” porque ele é dotado de um sistema que desativa quatro dos oito cilindros na ilusão de aliviar o consumo.

O fato é que o 5.7 V8 da linha garante bastante disposição à picapona. São 400 cv de potência e 56,7 kgfm de torque máximo que se traduzem em acelerações fortes. Segundo a marca, o 0 a 100 km/h é alcançado em 6,4 segundos, desempenho de cupê esportivo.

ram 1500 rebel 67
O motor V8 5.7 Hemi é o mesmo do muscle car Dodge Challenger R/T

Consumo

Tantos números grandiosos vão se refletir na bomba de combustível. Mesmo com os recursos de desativação de cilindros (MDS) –  a central corta a alimentação e fecha as válvulas de quatro cilindros em acelerações leves – e de fechamento automático de aletas da grade dianteira para diminuir o arrasto aerodinâmico, a Ram 1500 tem pressa e… sede.

Pelos números oficiais, a picape consegue médias de 5,3 km/l na cidade e de 6,6 km/l, na estrada. Porém, na vida real, é capaz de doer mais no bolso. Nas avaliações de AutoPapo, a Ram 1500 sofreu para fazer 4 km/l no ambiente urbano.

Com um tanque de 98 litros, podemos dizer que você vai gastar quase um salário mínimo para encher o reservatório e andar menos de 400 km…

Tamanho

Para quem tem sítio, mora em cidade pequena ou vive na roça, a Ram 1500 é um bom veículo para se ter robustez e conforto ao mesmo tempo. Agora, se você quer levar essa bichona para sua garagem no Jardins, Leblon, Savassi ou Boa Viagem, pense não duas, mas várias vezes.

Acha a S10 grande? Pois a Ram 1500 tem 60 cm a mais que a picape média da GM. No total, são 5,92 metros de comprimento e 2,08 m de largura. O entre-eixos é de 3,67 m, praticamente o tamanho da um Renault Kwid.

Fique atento, ainda, à altura. Com 2,01 metros, a RAM 1500 não entra em qualquer estacionamento de prédio residencial ou mesmo de shopping. Com esse porte, às vezes é preciso estacionar longe e matar duas vagas em garagens com demarcação “padrão”.

Preço

Vendida em versão única Rebel, a Ram 1500 tem preço de carro de marca premium. Custa 429.990 e com o pacote de opcionais Level II chega a quase R$ 450 mil. É mais cara até que a Ram 2500 Laramie, que tem motor turbodiesel e custa R$ 427.990 – consegue isso por ser importada do México, e não dos EUA. (preços nacionais, exceto São Paulo)

Manutenção

Por incrível que pareça, a Ram 1500 tem plano de revisões que chega a ser mais barato que os de muitos compactos brasileiros. Veja os preços fixos das manutenções obrigatórias (valores coletados em 28 de setembro).

  • 12.000 km: R$ 472,00
  • 24.000 km: R$ 997,00
  • 36.000 km: R$ 899,00
  • 48.000 km: R$ 997,00
  • 60.000 km: R$ 628,00
  • 72.000 km: R$ 1.268,00

Robustez

ram 1500 rebel 71
Tração 4×4 com reduzida e bloqueio do diferencial traseiro: como manda o figurino

Não é só no tamanho e no motor que a Ram 1500 garante sua aptidão fora de estrada. O modelo é equipado com um sistema de tração e transmissão de oito marchas igualmente robusto. Os modos 4×4 High e 4×4 Low (reduzida) são acionados eletronicamente por meio dos botões e ainda há bloqueio do diferencial traseiro.

Colabora para essa capacidade off-road a construção sólida e o sistema de suspensão. A dianteira é independente, com braços triangulares (duplo A). Na traseira, um tradicional eixo rígido multibraço (five-link). Tanto na frente como atrás a picape se vale também de barras estabilizadoras.

Conforto no rodar

Essa mesma suspensão tem tratamento versátil. Em estradas pavimentadas, a Ram 1500 surpreende pelo rodar confortável, que neutraliza bem os buracos e não fica sacolejando em demasia. Obviamente que nas curvas não há milagres, já que é uma picapona pesada, alta e feita sobre longarinas: a carroceria oscila bem.

Ao mesmo tempo, não há o que temer na hora de encarar trechos de terra, lama ou mais irregulares. A picape devora a pista que for com a bravura de um autêntico fora de estrada.

Carga útil

Apesar dos números generosos nas dimensões e no motor, a Ram 1500 não foi feita para “frete” – é ironia, ok?. A capacidade de carga é de 610 kg. Ou seja, leva menos não só que as picapes médias, como perde para Renault Oroch (680 kg) e Fiat Strada cabine simples (750 kg) e até dupla (650 kg)…

Em compensação, reboca qualquer motor home metido à besta. A capacidade de reboque é de mais de 5 toneladas.

Cabine

O interior da picapona norte-americana é quase um latifúndio. Nem precisa ressaltar que cabem cinco adultos (mesmo corpulentos) com folgas na cabine. Mesmo a galera com mais de 1,80 m de altura consegue cruzar as pernas nos bancos de trás.

O motorista, além de espaço de sobra para pernas, ombros e joelhos, dispõe da funcionalidade dos ajustes elétricos dos pedais. Por falar nisso, os bancos da frente também se valem de regulagens elétricas.

Equipamentos básicos, obviamente, não faltam. E a Ram ainda traz head-up display – com informações projetadas de velocidade, chamadas recebidas e coordenadas da rota do GPS -, carregador de smartphone por indução, retrovisor interno digital com tela de LCD – apresenta a imagem em tempo real da câmera traseira – e a central multimídia em tela vertical de 12”.

Com tudo a que tem direito, a RAM 1500 oferece sistema de áudio premium Harman Kardon. São 900 watts de potência, 19 alto-falantes, subwoofer e sistema ativo de cancelamento de ruídos.

Funcionalidades

A Ram 1500 ainda abusa de porta-objetos funcionais, dentro e fora da cabine, bem ao gosto estadunidense. Só o compartimento dianteiro, entre os bancos, promete ser capaz de acomodar um notebook com tela de 15”.

Os porta-objetos também estão distribuídos nas portas, no assoalho ou embutidos nos assentos. A Ram diz que, ao todo, a cabine da 1500 dispõe de 151 litros de volume em porta-trecos. Além disso, tem os porta-copos e nada menos que nove entradas USB (4 do tipo C) e duas tomadas de 115 V (padrão EUA).

Por fora, a caçamba tem a boa solução de porta bipartida como na Fiat Toro. A 1500 ainda trouxe da Ram 2500 as RamBox: duas caixas instaladas nas laterais que comportam pequenos volumes e capacidade para até 103,4 litros, cada.

1 Comentário
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Braz Arruda Camargo Junior 30 de setembro de 2021

Simples vou ter uma dessa na cor PRETA, PRONTO FALEI

Avatar
Deixe um comentário