Renault anuncia investimentos e promete lançar cinco novos carros

Fabricante investirá de R$ 1,1 bilhão na fábrica paranaense para atualizar gama nacional de produtos: motor turbo está confirmado

novo logan sandero e stepway 1
Nova linha Sandero já está à venda na Europa (foto: Dacia | Divulgação)
Por AutoPapo
01 de março de 2021 20:51

A Renault pretende lançar cinco novos carros até meados de 2022, além de um motor turbo. A multinacional revelou  essas informação nesta segunda-feira (01), ao anunciar investimentos de R$ 1,1 bilhão no Complexo Industrial Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR). O montante destina-se justamente à renovação da atual gama de produtos.

VEJA TAMBÉM:

O anúncio aconteceu em uma solenidade em Curitiba (PR), no Palácio do Governo, com a presença do governador do Estado do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, e do presidente da Renault do Brasil, Ricardo Gondo. Durante o evento, a Renault confirmou ainda o lançamento de dois veículos elétricos no Brasil, também até 2022

Quais serão os novos carros da Renault?

Embora a Renault não tenha especificado quais serão os novos carros, é possível antever pelo menos três deles. Um, certamente, é a nova geração da picape Oroch, baseada no atual Duster, lançado em 2020. Os outros dois são Sandero e Logan completamente renovados: vale lembrar que as novas safras de ambos os modelos foram reprojetadas até na plataforma e já rodam na Europa, mas tinham lançamento incerto por aqui até recentemente.

O quarto lançamento deverá ser o novo Stepway. O modelo é simplesmente uma variação aventureira do Sandero, mas a Renault o identifica como um produto à parte. Nesse caso, as mudanças simplesmente seguirão as do hatch, só que com direito a elementos de design exclusivos, como os para-choques, além de suspensão elevada.

O quinto lançamento é o mais obscuro: pode ser tanto o Captur quanto o Kwid reestilizados. Em ambos os casos, não se trata de um projeto inteiramente novo, e sim de uma reestilização no modelo atual. Para o SUV, além de novo visual, o fabricante planeja um interior mais sofisticado: esta saber qual dos dois chegará ao mercado até o ano que vem.

Já o novo motor turbo é um 1.3 de três cilindros desenvolvido em parceria com a Mercedes-Benz: na gama da marca alemã, essa mecânica já equipa a chamada Classe A, no qual desenvolve 163 cv de potência. Na linha de carros da Renault, esse propulsor equipará Captur, Duster e Oroch de segunda geração. Possivelmente, ele moverá ainda o próximo Sandero RS.

Elétricos

Quanto aos elétricos, os planos da Renault são mais obscuros. Um deles deverá ser uma versão eletrificada do Kwid, que já existe em outros países. O outro deverá ser uma configuração atualizada do Zoe: esse modelo já é vendido no Brasil, porém, no exterior, recebeu uma reestilização e novas baterias, que aumentaram a autonomia.

SOBRE
2 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Wagner Bastos 2 de março de 2021

5 novos carros? Nada de novo, apenas o mesmo do mesmo. Atualização de versões já velhas.

Avatar
Jean Delon 1 de março de 2021

A Renault ja era pra ser lider de mercado a muitos anos no Brasil, mas nunca quis ousar e ser protagonista, sempre nos deixou pra segundo plano, os carros la foea são belíssimos e confiavéis e aqui so pagamos caro para um produto inferior, tomara que agora isso mude, mas mudar a cabeça do consumidor vai dar muita dor de cabeça para ela…

Avatar
Deixe um comentário