Vale a pena gastar tanto para estar na moda com um SUV?

A compra não é racional, é emocional. Por isso, o freguês não se preocupa com o consumo, manutenção, custo de pneus...

casal fazendo selfie em suv
SUV: ostentação ou necessidade? (Foto: Shutterstock)
Por Boris Feldman
13 de fevereiro de 2021 08:00

O consumidor sempre encontra uma desculpa racional para justificar a compra motivada pela emoção, status, ou para estar na moda.

Durante os anos 70 e 80, nosso mercado foi o único no mundo a exigir automóveis de duas portas. Explicação racional, nenhuma. Tinha madame com motorista que fazia contorcionismos para se acomodar no banco traseiro de um Opala… cupê.

Mais recentemente, a paleta de cores dos automóveis no Brasil sofreu com a ditadura do PP (só carro preto ou prata). Súbita alteração nas tendências cromáticas levou o brasileiro a se deleitar agora com o branco e vermelho.

Mas a moda é dinâmica e o novo sinal de sucesso atualmente é apartamento com Espaço Gourmet e SUV na garagem.

VEJA TAMBÉM:

Embora os utilitários esportivos naveguem na contramão da história, da política ambiental, dos esforços para redução de consumo e emissões e de um veículo mais adequado às atuais demandas do planeta, ele vieram viram e venceram.

Maiores, mais elevados, pesados, compridos e menos aerodinâmicos, gastam mais combustível, poluem mais e sua estabilidade depende de controles eletrônicos. Alguns, como o Toyota RAV4, dão vexame no teste do alce mesmo repleto de eletrônica. Até lava-jato cobra mais quando chega um SUV…

Mais letais

São mais difíceis de manobrar e exigem vagas maiores em estacionamentos e garages. E coitado de quem estiver hoje num desses automóveis obsoletos e caretas que ainda insistem em circular por aí: atingido por um desses monstrengos, são raras as chances de sobrevivência.

E uma aberração adicional: o estepe costuma ficar dependurado na tampa traseira, com o único propósito de danificar o capô do carro estacionado atrás. Ou atrair o amigo do alheio.

Ford EcoSport Storm laranja
Estepe na tampa do porta-malas: muitas desvantagens (Foto: Ford | Divulgação)

Apesar da pretensão e aparência de desbravador de rincões, são raramente dotados de tração integral. Até dispensável, pois se limitam a levar crianças para a escola e fazer compras no shopping.

Mas tem uma (frágil) argumentação em seu favor: proporcionam maior visibilidade e ultrapassam incólumes os obstáculos de nossas vias, tanto buracos como lombadas.

Apelam também ao duvidoso argumento de acomodar melhor a família, muito embora não levem vantagem nenhuma ao compará-los com as peruas, ou station-wagons. Eliminadas do mercado pelos SUVs, algumas oferecem até maior capacidade de bagagem. Sumiram também os hatches médios e os sedãs lá vão pelo mesmo caminho.

Bom para o ego

Ao volante de um SUV, as mulheres se empoderam. E seus motores esbanjam a potência que às vezes falta ao empertigado motorista.

Embora construídos sobre plataformas semelhantes às dos automóveis e equipados com mesma mecânica, as fábricas conseguem vendê-los por preços mais elevados, contabilizando lucros muito maiores com os SUVs.

Vieram para ficar ou trata-se apenas de um modismo?

Quem responde é o chefe de design da GM nos EUA, uma das marcas que estão abandonando outros modelos para se dedicar aos SUV’s: ele disse – “na lata” – não acreditar que a moda dure mais que dez anos.

Aliás, a mania lá nos EUA é pior e engloba também as picapes: campeãs de vendas há muitos anos, tem pai de família com esposa e três filhos que não abre mão da sua. Com cabine simples para motorista e dois passageiros.

Detesto SUVs

Eu detesto SUVs e adoro automóveis. Não troco meu sedã, que anda agradavelmente grudado no chão, com um enorme porta-malas e sem dependência da eletrônica nas curvas, por SUV nenhum deste mundo.

E me divirto quando alguém que tenha aderido ao modismo quase cai para trás quando chega a conta da troca de pneus, pois ignoram que os  dos SUVs custam, em geral, o dobro dos utilizados pelos automóveis.

SOBRE
61 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Cleber 21 de julho de 2021

Quem reclama de SUV não conhece o Porshe Cayenne Turbo S E-Hybrid. E se não quiser gastar com pneu caro é só trocar por outro zero depois de 3 anos.

Avatar
Yoti Komuku 1 de junho de 2021

Eu senti recalque nessa materia. Quem gosta de carro sempre compra por emocao. Se a manutencao e cara e porque voce e duro e nao pode pagar. As pessoas que tem condicoes vao sempre dirigir o tipo de carro que gostam e nao e sua opiniao recalcada que vai fazer alguma diferenca.

Avatar
Assis 26 de fevereiro de 2021

É fato que SUVs são mais caros, gastam mais combustível e têm menor estabilidade, além disso a manutenção é mais cara e o porta-mala em geral não corresponde ao propósito de um veículo dito utilitário. Pelo conjunto da obra sou forçado a concordar com o Boris: trata-se de uma compra emocional e por modismo que favor muito mais fabricantes do que compradores desses veículos.

Avatar
Beto/SP 19 de fevereiro de 2021

Modismo X Racionalidade. É impressionante como o modismo dos carros inventado pela GM na década de 30 ainda próspera principalmente nos EUA e no Brasil. E todo brasileiro influenciado muito por filmes americanos gostam de ser “americanos”..kkkk. Os comentários sobre o SUV passar melhor por lombadas retratam o quanto o investimento em educação séria falta ao Brasil e quanto o brasileiro é “cabecinnha”. Ao invés do brasileiro, a partir de um simples requerimento junto ao Ministério Público, solicitar a diminuição da quantidade, comprimento e altura das lombadas irregulares na sua cidade partem para compras de SUV e ainda se gabam de ser alienados..kkk. E ver a maioria dos SUVs sendo pilotados e usados apenas por uma pessoa na semana ou por família pequena no final de semana é o verdadeiro retrato de uma sociedade alienada, de pouca instrução cultural, individualista e egoísta.

Avatar
Geraldo 18 de fevereiro de 2021

Sou mais minha SW parati. SUV é caro demais e nao tem a versatilidade de uma SW.

Avatar
laura maria cravo 18 de fevereiro de 2021

Pode até não ter vindo para ficar, mas eu estou amando o meu. Maravilhoso passar em quebra-molas e não encostar o carro. Achei feio o jornalista se divertir quando alguém se espanta com o preço dos pneus. Para mim, diversão é outra coisa. Será que que ele se equivocou quanto ao termo? No texto, ficou parecendo implicância com quem tem um suv.

Avatar
LUCIANO MARCELO DE OLIVEIRA 18 de fevereiro de 2021

Eu tenho um SUV e não me arrependo. Respeito as matérias do AutoPapo, mas acredito que a convicção do jornalista, não representa a todos. No meu caso, não é monismo, tenho filhos e quando viajo, levo muita bagagem e preso também pela segurança de minha família.

Quanto a consumo e manutenção, receio que quem possua um SUV já conhece os custos e optou pelo veículo.

Concluo que o texto do jornalista deve ser contextuizado com outras matérias sobre esse tipo de veículo e não apresentar a “opinião” do chefe de marketing da GM.

Avatar
Amarildo rossi papa 17 de fevereiro de 2021

Acho que tem exageros das duas partes, de quem escreveu e de quem critica. Penso que o que não vale muito a pena é o tal do suv compacto que não passa de um hatch erguido. Demais suvs grandes tem seus méritos.

Avatar
Ricardo 17 de fevereiro de 2021

A afirmação “a compra não é racional…” é totalmente emocional e tendenciosa, me desculpe Boris. Existem um milhão de motivos racionais, além de outros emocionais, para escolher um SUV. A mania de criticar quem prefere um SUV é tão emocional que alguém chega a falar aqui, categoricamente, que Ônix e Tracker têm a mesma plataforma e que todos deveriam escolher o primeiro por ser mais barato. É a mesma coisa que dizer que tudo sendo carne todos deveriam comer carne de segunda por ser mais barato. Tinha um amigo na Holanda que tinha um Kadett roxo. Odiava o carro, mas comprou porque era mais barato do que o da cor que ele gostava! É mais ou menos por aí. Quem tem família com crianças ou vive carregando bagagem, como eu, já tem dois motivos bem racionais pra escolher um SUV. Bola muito fora!!!

Avatar
elioricardo 17 de fevereiro de 2021

Isso para mim não tem sentido e as camionetes S10 L200 e Nissan atack? São o que? veículos grandes ou estou louco quem puder compra se for de sedan tudo bem ou hatch

Avatar
Irlan 23 de fevereiro de 2021

Um dos seus argumentos em defesa dos SUV’s está do avesso. Quem carrega muita bagagem tem que passar é longe de um SUV, pois todos perdem para os sedans no quesito porta-malas. Alguns perdem até para carros hatch

Avatar
Ricardo 23 de fevereiro de 2021

Meu prezado Irlan,
Tente carregar um teclado de 88 teclas e seu suporte nos 540l do seu sedã. Depois tente ainda colocar um contrabaixo acústico junto, mais banquinho, amplificador e outras coisinhas. Além do que, o principal, o bagageiro de um SUV não tem “parede traseira” e você pode escorrer a bagagem ao colocar ou retirar. Ou seja, você deu bola mais fora do que o Boris na tentativa de desmerecer os SUVs. Se você disser, prefiro o sedã pelo prazer da tocada de um carro mais baixo e esportivo eu vou concordar. Sempre haverá argumento pra preferir qualquer tipo de carro. Desqualificar um deles não se sustenta!!!

Avatar
Irlan 23 de fevereiro de 2021

Mais uma vez você está sendo leviano! Todas essas coisas que você citou não cabem totalmente em porta malas nenhum! Teria que deitar o banco traseiro para caberem direito em qualquer tipo de veículo. Quanto a parede traseira, pouquíssimos SUV’s não a tem de fato. Certamente você deve ter um SUV “banheirão”, daqueles caríssimos, e está falando como se todos os SUV fossem desse nível. Que bola fora

Avatar
Ricardo 23 de fevereiro de 2021

A grande diferença de nível aqui, no caso, está na educação! Grande abraço, filho!

Avatar
Silmar 15 de fevereiro de 2021

A questão do modismo é impossível dizer que não existe, mas ele não aconteceu por acaso, as condições das vias de nosso país casam perfeitamente com a ideia de um veículo mais alto e robusto. No meu caso achei muito conveniente não precisar mais me preocupar em assoalho raspando quebra molas ou se vou conseguir vencer o desnível da estrada para o acostamento em caso de necessidade, o que em um sedan pode ser fatal. Assim, acho que na balança e em virtude de sermos um país subdesenvolvido o SUV se mostra mais vantajoso que desvantajoso.

Avatar
Marc 17 de fevereiro de 2021

Concordo plenamente e muitos dão opinião sem ter tido um SUV. Aliam conforto, espaço interno e bom porta malas. Transitam por péssimas ruas tranquilamente. Já tive seda, perua , Hatch e crossover e estou muito satisfeito com meu SUV. Não retorno para carro baixo mais. Temais prós que contras .

Avatar
Irlan 23 de fevereiro de 2021

Com certeza, num país com a gasolina com preços imorais, é mais vantajoso tem carro do segmento com os piores consumos

Avatar
João Marcos rossetti 24 de março de 2021

ADORO MEU JIPINHO TURBO DIESEL TUDO DE BOM ROBUSTEZ, AGILIDADE,ECONOMIA,ETC AMPLA VISIBILIDADE PARA DIRIGIR QUANTO A BAGAGEM SÓ REBATER O BANCO TRASEIRO EXELENTE PARA EU E MINHA ESPOSA.

Avatar
Samarone 15 de fevereiro de 2021

Cada um é cada um, gosto é igual c* cada pessoa tem o seu, mas realmente não tem explicação logica para o sucesso dos SUVs, o novo Onix e o novo Tracker compartilham componentes e plataforma e ao comparar mesma versão temos uma diferença superior a R$20.000,00 reais no Tracker.

Avatar
ELIELTON PEREIRA DOS REIS 14 de fevereiro de 2021

Tenho SUV e nunca tive nenhum problema conforme esse senhor dos Sedans colocou no texto. Cada consumidor compra o que cabe no seu bolso. Emoção é do ser humano.
Boris, você foi infeliz nas colocações.Problemas todo veículo tem! Amo♥️JEEP

Avatar
Marcelo 14 de fevereiro de 2021

Bobalhão é quem compra carro 0km.

Avatar
HOMERO DE SOUZA 19 de fevereiro de 2021

Marcelo eu sou um “bobalhao” que a 25 anos nao sei o que é comprar pneu, consertar carro, levar no mecânico etc kkkkk.
No máximo compro 1 bateria.
Mas já passei por um período da minha vida em que só podia comprar carros usados com 70, 80 e 100 mil de Km. Muitas vezes fiz motor, caixa, cabeçote e fiquei algumas vezes na estrada e voltando p casa de guincho etc.
Peço a Deus que eu nao precise voltar a esses tempos em que eu tive muita dor de cabeça com esses “pois é”s.
Um abraço amigo.
As vezes ser um “bobalhao” é questao de gosto né verdade?

Avatar
Cleber 21 de julho de 2021

Sou bobalhão. Tomo prejuízo comprando carro zero muito mais caro que nos EUA (claro, pois moro aqui no Brasil). Mas tenho dinheiro, então fodasss!!!
Para os espertões existem as lojas de usados cheios de diminutivos fofos. ‘conservadim, filezim, interim, completim’
E você for o espertão mor, consegue a cereja do bolo: ‘único dono!!!’
Ahhh!!! Já ia esquecendo… tem as fragrancias do interior do carro: Cheiro de peido, cheiro de pum, peido novo, peido velho, bunda tropical.

Avatar
Antonio Carlos 14 de fevereiro de 2021

Estou de acordo com o Boris. Faltou dizer o mais importante que é a saúde dos ocupantes. Os trancos dos suv’s protegem o carro mas transmitem os impactos para a coluna cervical dos ocupantes. SUV’s adorados pelos ortopedistas.

Avatar
Rafael Junior 14 de fevereiro de 2021

Fiz comentario em seu canal youtube, rapaz rendeu viu … kkkk

Avatar
Gil Macena 28 de setembro de 2021

Amuumeu SUV ! Conforto interno na hora de viajar é perfeito, e visão externa ótima.

Avatar
Marcos 14 de fevereiro de 2021

Só besteira

Avatar
Fábio Oliveira 14 de fevereiro de 2021

Quando o cara fala do estepe pendurado do lado de fora do carro, se vê que o jornalista está por fora mesmo, isso caiu em desuso, os novos carros não t mais isso. E sim, a maioria de nós compramos carros por emoção, ou vamos dizer assim, quase tudo na vida envolve emoção.

Avatar
CORBINIANO DE ARRUDA 14 de fevereiro de 2021

Disse tudo….

Avatar
Pablo 13 de fevereiro de 2021

Além de serem mais altos para transitar nas péssimas rodovias brasileiras , todos aqueles que morreram batendo de frente com seus pequenos carros em SUVS, desejariam ter trocado seu carro antes , e por isso a venda de SUVS deslancha no mundo todo…

Avatar
Fernando B 14 de fevereiro de 2021

Ué, vc compra carro pensando em bater de frente? Além do mais, isso é ilusão de proteção. Bata um Audi a3 contra uma Duster e veja qual deforma mais. Só um detalhe, no carro pequeno, vc pode fazer curvas fechadas sem medo de capotar também.

Avatar
Eduardo 13 de fevereiro de 2021

O que seria das morenas se todos gostassem de loiras? Compre o que gostar mais!

Avatar
Barretito 13 de fevereiro de 2021

“Mais vale um gosto que o dinheiro no bolso” . Dessa vida não se leva nada. Se tem condições de se manter e realizar suas vontades…..Faça. Quando vamos embora desta vida não se leva um centavo. O que vc tem ficará tudo por aí.

Avatar
Joao Baeta 13 de fevereiro de 2021

Não curto o SUV que vê nas ruas…
No meu caso é diferente….
E SUV- Jipe….. que tem tração 4×4 com reduzida…
E viajo muito + passeios de terra pelo Brasil maravilhoso!
Outro e jipe mesmo é somente trilhas médias a pesadas
Povo compra SUV tração dianteira só para mostrar a “riqueza”…. Puramente babaca!
Admiro muito Sation Wagon…… mala grande…. bom de viajar e curvas… melhor… bebendo menos!

Avatar
SwineOne 13 de fevereiro de 2021

SUV (especialmente compacto) é modinha de mulher, a minha mesmo está há muitos anos falando que quer um. Compra 100% emocional, 100% maria-vai-com-as-outras, 0% racional. Pior que ela está exigindo agora que seja um 0 km. Pelo jeito vou ficar uns R$ 120-130 mil mais pobre ainda este ano. Isso se um T-Cross ou Tracker não tiver chegado aos R$ 150 mil até eu comprar, coisa que eu não duvido NADA.

As montadoras que estão tirando todos os carros da linha para só vender SUV estão absolutamente certas — tem que ver exatamente o que o cliente quer e o que dá mais lucro mesmo. Mas meu sonho é que essa moda passe daqui a alguns anos para que quem gosta de carro tenha boas escolhas novamente. No que dependesse de mim, eu preferia não ter carro e só andar de Uber do que ter um SUV.

Avatar
Edgar 13 de fevereiro de 2021

Percorro a Fernão Dias de SP a BH com certa frequência. Às vezes com um Compass Diesel emprestado, outras com meu Honda Civic Touring. É impressionante como chego muito mais cansado qdo dirijo a SUV.

Avatar
Wilson 13 de fevereiro de 2021

Pior que um SUV, é um SUV compacto.

Avatar
Sergio Mattozo 13 de fevereiro de 2021

Meu Ford Fusion 4WD Titanium tem mais espaço no porta malas (510 litros) do que a grande maioria dos SUV que estão no mercado brasileiro.
Nem vou comentar quanto a estabilidade e desempenho.

Avatar
Marcelo 13 de fevereiro de 2021

Eu também prefiro sedãs a qualquer outro tipo de carroceria. Porém, não adianta o senhor Boris destilar os seus dois ódios mais conhecidos (contra os SUVs e contra a Toyota). Não são as montadoras que estão impondo, elas simplesmente oferecem o que a demanda quer. E, se a maioria dos compradores querem SUVs (seja por moda ou por outro motivo qualquer), e ainda por cima este tipo de veículo gera mais lucro, por que as montadoras insistiriam em continuar vendendo carros com outros tipos de carroceria? Eu estou de saco cheio de ver SUVs estacionados ao lado do meu sedã, sempre aparecem portadas/vincos acima dos frisos das minhas portas… Sempre tento deixar longe, mas vejo que todo mundo está pegando um negócio desses na garagem do meu prédio. Fazer o que? Espero que seja apenas uma moda passageira mesmo, mas eu tenho dúvidas se isso não veio pra ficar.

Avatar
Rodolfo 13 de fevereiro de 2021

Faz muito tempo que percebi que estar na moda sai muito caro e é para poucos, especialmente se tratando de carros, pois sempre vai ter alguém que vai ter um carro melhor que o nosso.

Esse caso das SUVE estarem na moda mostra como a moda cega as pessoas, pois alguns escolhem para agradar o outro e não a si. Depois vem reclamar dos custos de manter este carro e o consumo de combustível.

Ainda bem que hoje sou grato pelo que tenho e não sou influenciado pela moda de SUVE, tenho um hatch ano 2019 motor 1.4-L – câmbio manual de 6 marchas e não ligo pra opinião alheia.

Avatar
Johny 13 de fevereiro de 2021

Os SUVs são ostentação dos Vira-latas bem cuidados que comem os restos na lata do doce cica e se acham da família mesmo dormindo na goteira.

Avatar
Oswaldoruizj@terra.com.br 13 de fevereiro de 2021

Ridículo como vc trata o assunto, SUVs prestam e muito, vc pelo jeito desconhece ou não tem

Avatar
Julião 13 de fevereiro de 2021

Sangrou pois deve ter comprado um SUV devido a ser pau mandado da esposa, né?

Avatar
Oswado 13 de fevereiro de 2021

Não, é por ter grana mesmo

Avatar
Marcelo 13 de fevereiro de 2021

Kkkkk. Sao elas q mandam mesmo. Ai os SUVs sao imbatíveis. Principalmente se elas tiveram mebosde 1,60m

Avatar
Ney Verdandi 13 de fevereiro de 2021

Trata-se de um modismo global imposto pelas fabricantes, visando aumentarem suas margens de lucro, da mesma forma que as motorizações turbo T3; as montadoras reduzem custo de produção, mas ganham com a revenda de peças que possuem uma baixa durabilidade. Como sempre a “falácia” do aquecimento global. Se analisarmos os filmes de ficção de 50 anos atrás, podemos ver muitas tecnologias que hoje são aplicadas (telefonia móvel, internet, informática, aviação, equipamentos de guerra, etc. etc.). Mas em nenhum momento sequer, podemos ver um SUV como carro “futurista”, mas sim sedans; até mesmo nos salões de automóveis os carros futuristas são sedans; até mesmo por uma questão muito simples e básica a “aerodinâmica”. O que veremos daqui a uns 15 anos, serão milhões de SUVs cheios de tecnologias, motores turbo, etc. indo para o ferro velho, em detrimento dos carros “elétricos” que todos serão obrigados a se utilizarem. Carros a combustão serão proibidos por causa da “camada de ozônio” e consequente aquecimento global. Enquanto os sedans estiverem a venda, continuarei a utilizá-los, até mesmo por uma questão de “estabilidade” na pista. Se fossem tão bons, teríamos a categoria SUV na F1. Pelo visto o mundo inteiro possui ruas e estradas totalmente esburacadas como a 80 anos atrás.

Avatar
Jayme 13 de fevereiro de 2021

A aquisição de um carro envolve vários aspectos que vão além do racional. Arrisco afirmar que a maioria dos carros oferecem mais do que o proprietário precisa. Mas tem um valor intangível que dependerá de cada pessoa.

Avatar
Julio 27 de fevereiro de 2021

Eu comprei um SUV (CR-V) por necessidade de espaço entre o banco e o teto, o que os automóveis não oferecem! Tive Civic antes e era inegável a dificuldade de entrar (carro baixo)! E concordo que muitos opcionais não são necessários, como teto solar e stop x go!

Avatar
Ricardo Martin 13 de fevereiro de 2021

Caro amigo Boris. Acompanho vc desde o twmpo que vc tinha uma coluna na radio JB e sempre gostei muito. Mas, permita me discordar na questao que menciona das cores. As fábricas, todas, apresentam ao seu publico uma boa palheta de cores quando o carro é um modelo novo lançado. Lindas cores, por sinal. Infelizmente, para modelos de projeto mais antigos e 0km, as fábricas oferecem apenas as cores vermelho, prata, cinza, preto e branco. E percebo que isso é feito por “batelada”, ou seja, produz se na cor preta por 20 dias. Depois na cor vermelha por mais 20 e assim por diante. Resultado de mais essa covardia: estou comprando um fox connect e desejo na cor branca. Como a batelada branca já havia passado, eu espero desde meados de jabeiro até o inicio de março pelo meu fox branco. Cor essa, aliás, que não é do meu gosto, é apenas a menos pior que a fábrica oferece. Não é modinha, é ditadura mesmo. Forte abraço!!!

Avatar
Rodrigo Carvalho Viana 13 de fevereiro de 2021

Sou contra a imposição de mercado nessa modinha de SUV ou Pseudo-SUV…

O brasileiro, de uma forna geral, é “Maria vai com as outras” e compra o que está no moda ou é imposto… mas, existem pessoas com personalidade e que não querem ser igual a todo mundo.

Quero poder comprar meu Hatch, Sedan, Perua, Crossover, Pesudo-SUV, SUV, Picape, Conversível, Esportivo, seja ele Compacto, Médio ou Grande.

A escolha é um direito do consumidor!

Avatar
Paulo 13 de fevereiro de 2021

Cada um tem que procurar ser feliz como deseja. Uns com SUV outros sem. Cada um na sua. A vida é curta.

Avatar
RiDix 13 de fevereiro de 2021

Não é preciso nem ler os créditos para saber que a matéria é do Feldman, o uso desse tom agressivo e arrogante por nada. Hatch, sedã, suv… a escolha começa pelo gosto pessoal e pelo tamanho do bolso. Não gosta de suv, não compra!

Avatar
Julião 13 de fevereiro de 2021

Na minha opinião, SUV é carro de mulher. Homem que compra este segmento é pau mandado da esposa ou então gosta de andar de ré na vida amorosa.

Avatar
Homero 13 de fevereiro de 2021

Kkkkkkkk
Eta homi brabo

Avatar
Homero 13 de fevereiro de 2021

Pois é aprendi a dirigir numa rural willys que o primeiro ecosport kkkkkk
Já tive varios carros mas sempre gostei dos “altinhos” sempre compro eles qdo saem de linha pois tem desconto de 30 a 40%. Kkkkkll
A mais de 20 anos que tenho ecosport e estoumuito feliz de ter tido a chance de comprsr a ultima ediçao c desconto 300%. Kkkkk

Avatar
Roberto 20 de fevereiro de 2021

Homero como vc. Tem Ecosport há mais de 20 anos, se o carro tem 16 anos, desde o seu lançamento.

Avatar
Cleber 21 de julho de 2021

Meu Deus! Como você é nervosa !!

Avatar
Rodolfo 13 de fevereiro de 2021

Nunca fui ligado em carro da moda, meu primeiro carro foi um Gol 1.8AP ano 1990 e fiquei com ele 11 anos e rodei 50.000 km nesse período com ele. Com Boris disse tudo em SUV sai mais caro, inclusive o consumo de combustível.
A propósito li num livro de Encomia Financeira da minha cunhada que nos pequenos detalhas nosso dinheiro vai para o ralo, e que devemos pegar nossos gastos supérfulos e por o gasto em um ano para ter noção do prejuízo no bolso.
Então percebi um monte de gastos supérfulos de alimentação como por exemplo café expresso na hora do almoço no trabalho, laches na padaria quase diários após a saída do trabalho e etc, e então quando coloquei num ano a soma de tudo caí de costas.
Por exemplo, café expresso no horário de almoço do trabalho:
– preço: R$ 6,00;
– por mês: 6,00*20 = R$ 120,00
– por ano: 120,00*11 = R$ 1.320,00 (mil trezentos e vinte reais).
Isso só um cafezinho expresso… imagine por na ponta do lápis o consumo a mais de um SUV, IPVA, Seguro, Prestação, lavagem, depreciação, manutenção…

Avatar
Rodolfo 13 de fevereiro de 2021

Esqueci de concluir…
Então só saio para gastar dinheiro nos finais de semana em restaurante e o grande gasto supérfulo fez sobrar dinheiro para viajar ou compara qualquer coisa que eu acho que seja útil e que vela a pena.

Avatar
Cleber 21 de julho de 2021

Que bonitinho!! Leu no livrinho da cunhada! Que menino aplicado e responsável !!! Tudo na pontinha do Lápis (madeira de reflorestamento, claro). Muito fofo. Orgulho da vovó…

Avatar
Ney 13 de fevereiro de 2021

Aceita que dói menos ,o mercado não está nem aí para o que diz ou pensa

Avatar
Deixe um comentário