[VÍDEO] Isenção do DPVAT em 2021 não soluciona antigas maracutaias

"Se neste ano não está se pagando o DPVAT, é porque sobraram bilhões de reais em caixa desse seguro  obrigatório que nós pagamos até o ano passado"

imagem em celular mostra aplicativo do seguro dpvat para celular com imagem do site no fundo
Motoristas deveriam ser restituídos dos valores cobrados a mais (Foto: divulgação)
Por Boris Feldman
05 de janeiro de 2021 20:15

Você que tem um veículo qualquer, automóvel, motocicleta, picape, ônibus, caminhão, respirou  aliviado com notícia de que esse ano de 2021 não vai ter que se pagar o DPVAT. Eu se fosse você, não estaria respirando aliviado, não!

Porque, se neste ano não está se pagando o DPVAT, é porque sobraram bilhões de reais em caixa desse seguro  obrigatório que nós pagamos até o ano passado.

VEJA TAMBÉM:

E sobraram esses bilhões em caixa por causa de uma gigantesca maracutaia da Seguradora Líder, que era responsável por administrar toda essa  grana – e que vinha sendo investigada desde 2015 pelo Ministério Público e pela Polícia Federal em Minas Gerais.

E descobriu-se uma fraude monstruosa, valores enormes cobrados pela Líder, para os próprios cofres e para fazer as grandes maracutaias. No final, sobrou toda essa grana: oito, nove bilhões de reais.

Então, você só deveria estar respirando aliviado não porque o DPVAT não vai ser pago nesse ano de 2021, não! É porque você tinha que receber de volta aqueles anos em que você pagou muito mais do que deveria para financiar a fraude, a maracutaia. Você só deveria respirar aliviado no dia em que forem punidos os diretores, médicos, delegados e policiais, todo mundo envolvido nessa grande fraude.

E a relação desses diretores da Líder está lá, na Operação Tempo de Despertar; essa do Ministério Público e da Polícia Federal. Nome, endereço,  telefone, cor dos olhos, está tudo lá. Ninguém  sabe porque que não foram presos e não tiveram que devolver os milhões, os bilhões que roubaram  do nosso bolso. Aí sim, você poderia realmente respirar aliviado.

SOBRE
6 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Elisama 1 de maio de 2021

Tenho enternece nesse produto

Avatar
Paulo Azevedo 16 de janeiro de 2021

Tem que continuar reconhecendo firma na venda de carro sim, pra evitar fraudes.

Avatar
Carlos Honório 12 de janeiro de 2021

Esse Boris fala tudo que a Gente Seguradora quer ouvir… acho isso muito estranho!

Avatar
Diogo S. 7 de janeiro de 2021

Será que o senador DPVAT não vai fazer nada pra ajudar os parças da líder?

Avatar
Antônio Lucena 6 de janeiro de 2021

Boris quando vamos parar de sermos obrigados a reconhecer firma do recibo de compra/venda de veículos??
Olha a Máfia cartorial, se trocarmos de carros, somos obrigados a reconhecer duas firmas em cartório, ou seja, comprador e vendedor, são quatro formas.
Arrecadação gritante, um escárnio.

Avatar
Fernando B 6 de janeiro de 2021

Nesse caso, é uma forma segura. Além do mais, só marajá troca de carro com frequência.

Avatar
Deixe um comentário