[Vídeo] Ford se recusa a garantir motor Ecoboost 2.0 do Fusion!

"A água na câmara de combustão provoca uma grossa fumaça branca pelo escapamento, e a maioria dos motores acaba fundindo"

motor ford 20 ecoboost turbo do sedan fusion
Motor Ford 2.0 EcoBoost tem apresentado problemas no mundo inteiro (Foto: Ford | Divulgação )
Por Boris Feldman
30 de janeiro de 2022 15:13

O SUV Edge e o sedã Ford Fusion, produzidos  entre 2015 e 2019, estão com sérios e  irreparáveis problemas no motor EcoBoost. Por um erro de projeto, o bloco se trinca e deixa passar o liquido  de arrefecimento para dentro do cilindro. Os motor atingido é o EcoBooste 2.0 e, no Brasil, apenas o Fusion foi vendido com ele.

As consequências são graves! O nível do líquido abaixa muito e o motor sofre superaquecimento. Além de sair um rolo de fumaça branca pelo escapamento, até o motor fundir de vez. Assista ao vídeo e entenda o caso!

VEJA TAMBÉM:

Consultei a empresa. Ela me respondeu com um seco e ininteligível: “a Ford tem atendido os clientes individualmente, avaliando cada caso, levando em consideração as condições de garantia e de uso dos veículos.”

Na prática, os donos dizem que levam o carro na concessionária e recebem uma “simpática” continha entre R$ 30 mil e R$ 40 mil para troca completa do motor. E raros são os casos em que a Ford assume a responsabilidade e o substitui sem ônus para o proprietário.

Motor Ford 2.0 EcoBoost: problemas no mundo todo

O problema não é só no Brasil. Além da pilha de donos furiosos com a Ford no nosso Reclame Aqui!, também nos Estados Unidos a empresa se recusa a garantir esses motores; e já começaram, lá, a pipocar ações judiciais contra a empresa.

Há até uma lista oficial dos modelos sujeitos a ter que trocá-lo: Edge, fabricado de 2015 a 2018, e Fusion, de 2017 até abril de 2019. E os sintomas são sempre os mesmos: o motor rateia, perde potência e, às vezes, acende uma luz de alerta no painel.

A água na câmara de combustão provoca uma grossa fumaça branca pelo escapamento, e a maioria dos motores acaba fundindo. E o que é pior: não há o que fazer, pois trata-se de um defeito irreparável no bloco do motor. A única solução é trocá-lo.

Aliás, a Ford dá nomes bem adequados aos seus erros de projeto. A caixa automática PowerShift deu tanto problema pelo mundo que ganhou apelido de ‘PowerShit’.Esse motor EcoBoost pode perfeitamente aqui no Brasil ser um Eco’Bost’.

Será que um dia a empresa se dá conta de sua responsabilidade, ou algum órgão de defesa do consumidor terá que entrar em campo?

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
SOBRE
24 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Rafael 8 de março de 2022

Alguém sabe me dizer se os modelos pós 2019 tiveram esse problema corrigido ou ainda persiste o problema?

Avatar
Enilson 1 de fevereiro de 2022

Com vários problemas da marca Ford e seu fechamento da fábrica, o brasileiro não deveria comprar nem um chaveiro da marca.

Avatar
antonio bartenick 1 de fevereiro de 2022

o brasileiro tinha que usar a inteligência e não comprar veículos importados da montadora Ford.

Avatar
Júlio César Bonezi 1 de fevereiro de 2022

Concordo plenamente, por mim a Ford morre

Avatar
Alex 1 de fevereiro de 2022

A melhor coisa que a Ford fez foi deixar o Brasil.

Montadora que sempre foi coadjuvante em nosso mercado.

Espero que não volte nunca mais e pare com as importações.

A única preocupação é que honre o atendimento aos proprietários de veículos da marca

Avatar
Raimundo Braga Filho 1 de fevereiro de 2022

Não é só Ford, que não assume, tenho um renegade 2015/2016, que tem um defeito crônico de vazar óleo num retentor da árvore
de comando. Tem várias reclamações sobre esse problema nos carros produzidos em 2015 a 2017. O retentor risca o eixo e começa a vazar. Muitos usuários reclamam desse defeito do motor a diesel desse modelo. No meu caso já troquei a bomba de vácuo o retentor e foi feito uma retifica no eixo e agora tem um vazamento na junta do comando de válvula.

Avatar
alecs 31 de janeiro de 2022

Olha,Eu tive Fiat Tempra e tb Marea e isso não acontece com eles,NÃO!!!

Avatar
clinica de recuperação 31 de janeiro de 2022

ótimo artigo, parabéns

Avatar
Marco Lima 31 de janeiro de 2022

A FORD já deu mostrar mais que claras de que está “se lixando” para o consumidor, só quer lucros. Para mim, morreu. Nem que pude$$e colocaria um Ford na garagem de novo. E olha que tenho uma paixão “mal resolvida” pelo GT40… (o primeiro)

Avatar
Txucarramãe 31 de janeiro de 2022

Prezado Boris, é necessário pontuar que o EDGE 2,0 turbo NUNCA foi vendido no Brasil, no Brasil só houve EDGE com motores 6 cilindros sem turbo (3,5 V6) e o Edge ST, com motor 2,7 V6 turbo.

AutoPapo
AutoPapo 31 de janeiro de 2022

Tem razão!
Obrigado pela observação

Avatar
Txucarramãe 31 de janeiro de 2022

Prezados Boris, também seria adequado pontuar que não são todos os motores 2,0 Ecoboost do Fusion que tem ou tiveram esse problema, e sim uma série específica.
Essa série teve poucas vendas no Brasil, em quantidade, segundo um gerente de oficina ex-Ford me informou.
Informar essa série é importante para não criar pânico entre os donos de Fusion cujos motores não são dessa série.

Avatar
Júlio César Bonezi 1 de fevereiro de 2022

Você se esconde atrás desse codimone, você deve ser alguém contratado pela Ford para se defender

Avatar
Txucarramãe 1 de fevereiro de 2022

Prezado Júlio César Bonezi, lamento informar que não trabalho em nada correlacionado a Ford.
Mas ter informação, ler, se interessar por diversos temas, virou crime no Brasil neoliberal das fake news, dos anti-vacina e dos anti-ciência.
Então, procure se informar, pois a limitação é sua e não minha, você é que tem o problema.

Avatar
vovo gepeto 24 de fevereiro de 2022

tu deve ter essa bomba ai e quer defender a FORD.. kkk esse é o brasil aonde montadora é DEUS não erram, são perfeitos e fazem sempre os melhores carros do mundo.

Avatar
Marco Antônio Oliveira 31 de janeiro de 2022

Depois de tudo, a Ford, quer vender o que no Brasil. Não devemos esquecer também que a Ecosport não passou no teste de 60.000 km da Quatro Rodas

Avatar
José Carlos Silveira 30 de janeiro de 2022

São ótimas essas reportagens que mostram como as montadoras se posicionam em relação aos seus erros de projetos. Essa reportagem e a do câmbio do Jeep Renegade mostram bem os carros das marcas que não devemos comprar.

Avatar
Rick Ball 30 de janeiro de 2022

É difícil de acreditar que depois de tantos problemas que a Ford fez e somada com a sua saída vexaminosa do Brasil ainda existam pessoas que possam defender a Ford! Se algum dia ela foi uma empresa seria, isso foi a muito tempo atrás…

Avatar
Emmanuel 31 de janeiro de 2022

Tenho o ecoboost dessa série o aa910. A verdade e só uma :
Conheço vários que o motor quebro outros não mesmo com km alto e outros com 10 000 km quebram vai entender !

A verdade e que a ford para alguns …. Troca tudo sem polêmicas nada que tenham ou não feito as revisões na ford ou não .
Outros tomam um não e reboque o carro para oficina de Confiança deles e faz por conta própria , a ford lava as mãos.
Outros mesmo com não bate o pé e não cede as “intimidações” da Ford : de pagar diária do pátio , de colocar o carro para fora …etc… Depois d semana aceitam trocar! Mais tentam jogar o mão de obra para o dono do veículo ou uma parte …. Que aceita paga … Quem não aceita … Mais semanas de angústia até eles aceitarem!
E outro desde o primeiro não acionam advogados e dias depois tem acordo …
E uma tremenda falta de respeito! Não e um problema de manutenção e sim de fabricação!!!!
Vergonha!
Pior tem concessionária da Ford que vendeu um desse a um conhecido meu : com esse motor aa910 falando que era balela o que o povo falava sobre … 15 dias depois o motor deu ruim… Eles trocaram lógico na garantia de venda… Eles mesmo continuam vendendo semi novos desses rezando que o motor bate depois da garantia.
Outra opção: conhecer alguém de um certo cargo na ford que rápidamente eles trocam.
E uma angústia de 30 a 60 dias .

Vergonha !

Avatar
Emmanuel 31 de janeiro de 2022

Desculpa vos erros de português não sou brasileiro.

Avatar
Diego Bauru 1 de fevereiro de 2022

Lá se vai minha paixão pelo fusion rsrsrs sempre foi um sonho de consumo, mas o primeiro golpe veio com a saída da Ford do Brasil e agora essa loteria de motor problemático.

Avatar
Milton g costa 1 de fevereiro de 2022

E ainda tem brasileiro besta comparando os importados da Ford,depois não venham chorar

Avatar
Ulisses Martins 1 de fevereiro de 2022

Meu caro não é uma loteria se o fusion for fabricado entre 2017 e abril de 2019 abra o capô e olhe na lateral esquerda do motor uma etiqueta bem visível com um código de barras se no mesmo constar AA910 aí vai da sorte mas se for de outro lote não correras riscos não por este motivo, e a Ford não deixou o país o que parece ser muito difícil para alguns entenderem ela fechou fábricas e hoje não é mais fabricante e sim importadora como a volvo e a land rover por exemplo!

Avatar
Diego Bauru 1 de fevereiro de 2022

Por coincidência conheço um cara que se chama Emanuel, tem um Edge e também não é brasileiro. Que mundo pequeno kk

Avatar
Deixe um comentário