Volkswagen terá inédito crossover urbano para encarar o Fiat Pulse

Novidade será baseado em modelo da marca Skoda, que, por sua vez, compartilha a plataforma com Polo, Virtus e Nivus

skoda fabia 2021 de frente
Novo crossover será baseado no Fabia, modelo da marca checa Skoda, que integra o Grupo Volkswagen (Foto: Skoda | Divulgação)
Por Douglas Mendonça
03 de março de 2022 17:03

A Volkswagen está com estudos avançados para lançar no mercado nacional um crossover de porte semelhante ao Polo, mas utilizando como base a MQB A0 da atual geração do Skoda Fabia, que estreou recentemente no mercado europeu. Lembrando que a Skoda pertence ao Grupo Volkswagen, atuando na linha de entrada: portanto, essa marca também compartilha componentes com, Seat Audi e outras.

VEJA TAMBÉM:

Na base, ou plataforma, Polo e Fabia são semelhantes, mas com carroceria e design distintos. Para o mercado nacional, a Volkswagen pensa em um veículo do tipo aventureiro urbano, como o Nivus, mas em uma versão mais barata, como se fosse uma espécie de sucessor do fenômeno CrossFox.

Mas esse novo carro, que ainda não tem nome oficial, mas é chamado internamente de A0 SUV (clara referência a sua plataforma) ou Volkswagen 246 (nome oficial do projeto), promete concorrer diretamente com o Fiat Pulse nas versões mais baratas, em especial as 1.3 manual e 1.3 CVT.

Nossas fontes afirmam que essa versão contemporânea do saudoso CrossFox poderia ser comercializada a partir dos R$ 90 mil atuais. Nesse caso, em uma possível configuração com câmbio manual de 5 marchas (MQ 200-5F, presente nos atuais Polo e Virtus), além do inédito motor 180 TSI (1.0 TSI com potência reduzida para 115 cv).

A mais cara, que deverá rondar os R$ 115 mil atuais (o Nivus começa hoje em R$ 117 mil), trará o tradicional 1.0 TSI de até 128 cv e a caixa automática de 6 velocidades.

Porte de Fiat Pulse

O novo carro deverá ter praticamente o mesmo porte do Pulse, com cerca de 4,10 m de comprimento (mesmo tamanho do Fiat) e 1,80 m de largura (o Pulse tem 1,77 m). No entre-eixos, que determina o espaço interno do carro, o crossover da Volkswagen deverá rondar os 2,56 m (contra 2,53 m do Fiat). O inédito carro seria um espécie de Skoda Fabia aumentado, assim como o Fiat Pulse é um “Argão”.

Tradicionalmente, o novo crossover da Volkswagen trará concepção mecânica bem semelhante à do Polo atual: suspensões McPherson na dianteira, eixo de torção na traseira, direção com assistência elétrica progressiva, e, provavelmente, freios a disco nas quatro rodas, assim como Nivus e Polo 200 TSI.

vw nivus highline
Novo modelo terá preços mais baixos que os do Nivus, cuja gama começa, atualmente, em R$ 117 mil (Foto: Volkswagen | Divulgação)

Por enquanto, tudo é estudo. A Volkswagen do Brasil está aguardando a aprovação da matriz alemã em Wolfsburg desse novo crossover. Mas, segundo fontes, as chances de aprovação do projeto são muito grandes, e os alemães da matriz estão praticamente convencidos do sucesso do modelo em nosso mercado.

Esse fato garantiria os altos investimentos no ferramental de estampo da nova carroceria, nos desenvolvimentos promovidos pela engenharia (em que pese o fato da plataforma ser comum ao Polo e seus derivados) e na finalização do projeto.

Seria também um produto quase global: afinal, além de ser exportado para diversos países da América Latina e outros locais, poderia ser reutilizado pela própria Skoda na criação de um Fabia aventureiro, inexistente até então.

Crossover da Volkswagen pode chegar em 2024

Ainda segundo informantes de dentro da fábrica alemã, assim que aprovado, o novo projeto do crossover será iniciado. A meta é tê-lo pronto já no final de 2024, como modelo 2025, coincidindo com a chegada da inédita picape cabine dupla com carroceria monobloco (Tarok).

O desenvolvimento do aventureiro urbano não deverá ser muito complexo. Afinal, ele partirá de um carro já pronto (Skoda Fabia) e deverá apenas receber mudanças nos sistemas de suspensão, que serão erguidas, e em elementos de design, com inéditos arranjos de frente e traseira.

Esse inédito modelo, o A0 SUV ou VW246, virá a preencher uma lacuna no mercado da Volkswagen, deixado principalmente pela saída do Fox e encerramento do Gol 1.6 em 2023, em especial o automático. O inédito carro deverá ser uma peça fundamental nas estratégias mercadológicas da fabricante alemã a partir de 2025, por isso dificilmente será vetado pela matriz. É esperar pra ver!

Não tenha medo da durabilidade dos motores turbo: Boris Feldman excplica tudo no vídeo!

👍  Curtiu? Apoie nosso trabalho seguindo nossas redes sociais e tenha acesso a conteúdos exclusivos. Não esqueça de comentar e compartilhar.

TikTok TikTok YouTube YouTube Facebook Facebook Twitter Twitter Instagram Instagram

Ah, e se você é fã dos áudios do Boris, procure o AutoPapo nas principais plataformas de podcasts:

Spotify Spotify Google PodCast Google PodCasts Deezer Deezer Apple PodCast Apple PodCasts Amazon Music Amazon Music
SOBRE
9 Comentários
Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Comentários com palavrões e ofensas não serão publicados. Se identificar algo que viole os termos de uso, denuncie.
Avatar
Antonio Sidney 5 de março de 2022

Se os modelos da própria VW estão deixando a desejar, imaginem um modelo com base na segunda linha do grupo VW.

Avatar
Sir.Alves 4 de março de 2022

Skoda, Belos carros! … sonho no Brasil… se Tia VW trouxer com proposta de preço pouco acima do Polo… iria fazer muito sucesso.

Avatar
Bruno Matos 4 de março de 2022

Mas não é esse polo dourado aí da foto não né?

AutoPapo
AutoPapo 4 de março de 2022

Esse é Skoda Fabia, modelo que servirá como base, Bruno

Avatar
Edson nunes 4 de março de 2022

É muito diferente uma SUv para um crossover,trabalho na Fiat e vejo que em momento algum o pulse e outros do seguimento,não são suv’s ,a comparação e assombrosa,altura,tamanho,espaço interno.mino SUv ou crossover,mas SUv nunca

Avatar
Sir.Alves 4 de março de 2022

Atualmente… tudo é suv.. se lançar um hatch com 1 dedo de mola mais alto.. é suv… daqui a pouco até fusca é suv… basta adesivar o teto de preto…

Avatar
Fernando 7 de março de 2022

Quando lançaram o HRV no Brasil, eu fui ver num stand, em um shopping daqui… Um vendedor chegou e rapidamente trocamos um papo ai, e em certo momento eu usei o termo “crossover” (que ao meu ver é o que define o HRV) ai ele, na mesma hora, falando baixo disse: “é… mas para o marketing da marca, temos falar SUV!…”

Avatar
Santiago 4 de março de 2022

Então que seja realmente apresentado como um crossover, e Não como “suv”. Que Não siga o mau exemplo do FIAT Pulse e de tantos outros, falsamente apresentados e vendidos como “suv”.
Que seja de fato um novo lançamento. E não mais um conto-do-vigário – dos quais já temos bastante.

Avatar
Fabio 3 de março de 2022

Não vou dizer que é o caso deste carro, mas tem montadora que lança aqui, um novo carro, derivado de outro, já existente na Europa, trazendo ferramental já usado, como se fosse novo, a preço de novo, para enriquecer a matriz.

Avatar
Deixe um comentário